Fui protestado e não fui notificado, e agora?

Neste artigo, vamos explorar o que fazer quando você se depara com uma situação em que não recebeu a notificação do cartório. Saiba como identificar se você foi protestado corretamente, quais são as consequências de não receber uma notificação e como lidar com essa situação da melhor maneira possível!

devedor preocupado que fui protestado e não fui notificado

Você já se perguntou “fui protestado e não fui notificado, e agora?“, por não receber nenhuma notificação do cartório?

É comum que algumas pessoas passem por essa situação e fiquem sem saber como agir. O protesto é um instrumento utilizado para cobrar uma dívida, e não receber a notificação pode gerar ainda mais preocupação e incerteza sobre como resolver a situação.

Neste artigo, vamos explorar o que é protesto, o que acontece quando você é protestado e não recebe a notificação, e o que fazer para regularizar a sua situação. Leia mais para saber como lidar com essa situação de forma tranquila e eficaz!

O que é o protesto?

Antes de mais nada, o protesto de títulos é um processo extrajudicial no qual uma pessoa ou empresa, chamada de credor, busca pelo recebimento de um valor que está nas mãos do cliente devedor, utilizando a cobrança através do protesto de títulos em cartório.

A atividade é regulamentada pelo decreto-lei nº 9.492, de 10 de setembro de 1997, que estabelece de forma detalhada como o processo de cobrança deve ser realizado.

Como fazer o cancelamento do protesto?

De acordo com o artigo 26 da lei 9.492/97, o cancelamento do registro do protesto deve ser requerido diretamente no tabelionato onde o protesto foi lavrado, por qualquer interessado. O credor, após receber os valores devidos, pode optar por cancelar o protesto ou emitir carta de anuência para que o devedor faça o requerimento junto ao cartório.

Ou seja, para realizar o cancelamento do protesto, é necessário pagar as custas cartorárias. 

Como saber quem me protestou?

Descobrir quem o protestou é mais fácil do que imagina e essa pergunta é muito comum! Isso se deve ao fato de que muitas pessoas não sabem quem é o credor, ou como localizá-lo.

Para saber quem é o credor e qual o valor da sua dívida, é preciso solicitar uma certidão de protesto para saber todos os dados de quem o protestou.

Em resumo, uma certidão de protesto é um documento emitido pelo cartório em formato digital ou em papel, que informa a existência ou não de protesto em um CPF ou CNPJ com todos os dados do credor e do título detalhados.

Por que fui protestado e não fui notificado?

Quando frustrada a intimação pessoal do devedor, é possível que a intimação do protesto do título seja realizada pelo tabelionato de notas por meio de edital.

O cartório sempre arquiva o comprovante de que a intimação foi entregue ou, caso não se consiga entregá-la, publica um edital e o mantem arquivado.

Quais as consequências de estar com o nome sujo?

A princípio, quanto mais cedo o devedor pagar sua dívida, mais rápido limpará o seu nome.

A negativação do nome pode resultar em sérias restrições financeiras, tais como:

  • Acesso a empréstimos e financiamentos;
  • Limitações no uso do cartão de crédito;
  • Problemas na movimentação de conta corrente e diversos outros contratempos.

O protesto caduca?

Um título protestado em cartório não caduca. Ele permanece na condição de protestado até que seja feito o cancelamento do protesto e após a comprovação do pagamento da dívida. Porém, os órgãos de proteção ao crédito, por força de lei, fornecem a informação apenas dos últimos 5 anos.

Quanto tempo leva para o nome sair do protesto?

Após o devedor quitar a dívida com o credor, é necessário solicitar o cancelamento do protesto e arcar com as taxas cartorárias. Logo após a quitação, a regularização do nome ocorre em um prazo de 3 a 5 dias úteis.

O que fazer se a dívida já foi quitada?

Em resumo, se você foi protestado e a dívida já estava quitada, você pode entrar na justiça com um pedido de sustação do protesto. Dessa forma, evitará os transtornos de crédito por ter o título protestado indevidamente. Em seguida, procure o credor para esclarecer os motivos que o levou a encaminhar o título para o cartório.

O tabelionato de protesto não é responsável pela retirada do nome do devedor que tenha sido inserido em cadastro de empresas de proteção ao crédito e essa responsabilidade fica por conta do credor.

Você também pode se interessar por: Como protestar cheque online?

Quer saber mais sobre o protesto? Acompanhe nosso blog e fique por dentro das notícias e novidades! E se tiver alguma dúvida ou sugestão, escreva nos comentários.

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone LinkedIn Ícone WhatsApp
Escrito por

Especialista em marketing, redatora de conteúdos financeiros, fã de Taylor Swift e apaixonada por boas histórias.

Deixe seu comentário

Talvez você goste também

4 ações para diminuir a inadimplência
Ícone Relógio 6 min de leitura

4 ações para reduzir a inadimplência na sua empresa

Ler Mais
protestar uma dívida
Ícone Relógio 4 min de leitura

Quando protestar uma dívida?

Ler Mais
execução de dívidas
Ícone Relógio 5 min de leitura

O que é execução de dívidas?

Ler Mais
↑