Como funciona a cobrança extrajudicial?

Uma cobrança extrajudicial pode ser feita de várias formas através de empresas especializadas, que são conhecidas como agências de cobrança. Leia o artigo para saber mais!

um martelo e moedas representando o método de cobrança extrajudicial

A cobrança é o processo de solicitar o pagamento de uma dívida ou obrigação financeira. Pode ser feita por meio de cartas, telefonemas, e-mails ou até mesmo visitas pessoais. A seguir, conheça um dos métodos de cobrança mais conhecidos, a cobrança extrajudicial.

Com a crescente variedade de meios disponíveis para realizar negociações comerciais, a necessidade de processos de cobrança tem se tornado cada vez mais comum. Dessa forma, a facilidade de acesso à esses recursos têm contribuído para o aumento do consumo e, consequentemente, com o aumento da inadimplência.

E o que é a Cobrança Extrajudicial?

Primeiramente, a cobrança extrajudicial é realizada pela parte credora, que encaminha uma notificação por conta própria e que não exige o envolvimento do judiciário, com o intuito de cobrar o devedor que está inadimplente.

A cobrança extrajudicial pode ser feita por meio de cartas, telefonemas, e-mails, visitas pessoais ou através de empresas especializadas, conhecidas como agências de cobrança. Essas agências são contratadas para fazer a cobrança de dívidas em nome de outras empresas ou instituições financeiras.

É importante ressaltar que durante a cobrança extrajudicial, as partes devem seguir as regras de conduta estabelecidas pelo CDC (Código de Defesa do Consumidor), que proíbe qualquer tipo de pressão ou ameaça por parte dos cobradores, e assim, o devedor tem direito a ser notificado formalmente sobre a dívida, bem como sobre as providências que serão tomadas caso a dívida não seja paga.

Se a cobrança extrajudicial não for bem sucedida, é possível recorrer à via judicial para buscar o pagamento da dívida.

E o que é Cobrança Judicial?

A cobrança judicial tem início através da apresentação de uma ação de cobrança perante o juiz, onde o credor deve comprovar a existência da dívida e o não pagamento por parte do devedor.

Esse processo, normalmente, é iniciado quando o devedor não paga a dívida voluntariamente ou não chega a um acordo com o credor sobre as condições de pagamento. O juiz pode determinar diversas medidas para garantir o pagamento da dívida, como a penhora de bens, arresto de renda, bloqueio de contas bancárias, etc. 

Entre as espécies de ações judiciais, destacam-se três:

Ação de Execução de Título Extrajudicial

A ação de execução de título extrajudicial é uma forma de cobrança mais rápida e eficaz, pois o título extrajudicial já comprova a existência e o valor da dívida, o que pode agilizar o processo e diminuir os custos.

A princípio, esta ação é empregada para recuperação de títulos como cheques, notas promissórias e duplicatas. O devedor é intimado a realizar a quitação do débito. São estipulados prazos para regularização, com possibilidade de bloqueio dos bens.

Ação Monitória

A ação monitória também é utilizada para recuperar títulos como cheques, notas promissórias e duplicatas, quando prescritos. Para que esse tipo de proposta possa ser realizada é necessário prova escrita.

Ação de Cobrança Procedimento Comum

É utilizada quando o credor detém pouca documentação comprobatória, impossibilitando a utilização de outras ações mais eficazes.

Qual a importância da Cobrança Extrajudicial?

Pagar os seus débitos é um dever de todo consumidor, mas quitar uma dívida nem sempre é uma tarefa fácil.

Para as empresas, um acordo alcançado por meio de cobrança extrajudicial garante o recebimento do débito, o que é fundamental para garantir a saúde financeira e evitar problemas orçamentários que possam afetar as operações.

Já para os devedores, a negociação facilita o pagamento das dívidas, permitindo-lhes sair da posição de inadimplência e liberar possíveis restrições, como o Protesto, por exemplo.

Você também pode se interessar por: Protesto de nota fiscal: como funciona?

Quem deve fazer a Cobrança?

A princípio, para definir os processos de cobrança é importante que exista uma régua de cobrança, ou contar com uma empresa especializada para obter melhores resultados e aumentar a eficácia na recuperação de crédito.

A Protesto24h é uma plataforma digital que ajuda na recuperação de clientes devedores por meio da cobrança realizada no cartório de protesto.

Para começar o processo de cobrança conosco, é necessário um  certificado digital. Depois de instalar o certificado no seu computador, cadastre-se na plataforma da Protesto24h e aceite os termos de uso e a política de privacidade. Efetue o pagamento da taxa de envio por título e deixe o resto conosco! 

O protesto é uma ferramenta útil para recuperar créditos com uma alta taxa de sucesso. É uma ótima opção para credores que desejam cobrar devedores de forma amigável e sem complicações!

e-book sobre cobrança extrajudicial

Em resumo, a cobrança extrajudicial é uma opção valiosa para credores que buscam recuperar dívidas de maneira rápida, eficiente e amigável.

Entre em contato com um de nossos especialistas pelo WhatsApp clicando nesse link!

Quer saber mais? Acompanhe nosso blog e fique por dentro das notícias e novidades! Se tiver alguma dúvida ou sugestão, escreva nos comentários.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone LinkedIn Ícone WhatsApp
Escrito por

Especialista em marketing, fã de Taylor Swift e apaixonada por boas histórias.

Deixe seu comentário

Talvez você goste também

gestão de contas a receber
Ícone Relógio 5 min de leitura

Gestão de contas a receber: Dicas essenciais

Ler Mais
baixa do protesto
Ícone Relógio 4 min de leitura

Saiba como fazer a baixa do Protesto em cartório

Ler Mais
advogada entrando com uma ação judicial de cobrança
Ícone Relógio 7 min de leitura

Ação judicial de cobrança: Como funciona?

Ler Mais
Newsletter
↑