Open Banking e Open Finance: Entenda os conceitos

Confira a seguir o que está por trás do open banking e open finance e como eles estão revolucionando a maneira como lidamos com nosso dinheiro!

open banking e open finance

Open banking e open finance são conceitos relacionados que se enquadram no contexto do acesso aberto e compartilhamento de dados financeiros, mas eles têm diferenças importantes em termos de escopo e aplicação.

No entanto, o que exatamente esses conceitos significam e como eles estão moldando o futuro das finanças? Neste artigo, mergulharemos nesses termos, esclarecendo suas implicações para consumidores, empresas e todo o ecossistema financeiro.

Vamos desvendar o que está por trás do open banking e open finance e como eles estão revolucionando a maneira como lidamos com nosso dinheiro. Confira a seguir.

Open Banking (Banco Aberto)

O Open Banking é um conceito que se concentra especificamente no setor bancário. Ele envolve a abertura e o compartilhamento de dados financeiros entre instituições bancárias e terceiros autorizados por meio de APIs (Interfaces de Programação de Aplicativos) padronizadas.

Em outras palavras, os bancos permitem que fintechs, empresas de tecnologia e outras instituições acessem as informações financeiras de seus clientes com o consentimento desses clientes.

O Open Banking se limita principalmente ao compartilhamento de dados e serviços oferecidos por instituições bancárias, como contas correntes, poupança, empréstimos e cartões de crédito.

Benefícios do Open Banking

Os benefícios do Open Banking incluem maior concorrência, acesso a serviços financeiros inovadores e maior conveniência para os clientes, que podem gerenciar suas contas de forma mais eficaz e aproveitar produtos financeiros personalizados.

Vale dizer que o open nanking não é uma exclusividade do Brasil. O Reino Unido foi o pioneiro, ao implantar um sistema parecido em 2018, enquanto a Austrália implementou a primeira fase do seu programa em julho deste ano, por exemplo. A Índia também já deu os primeiros passos para a criação.

Além disso, países como Estados Unidos, Canadá e Rússia estão analisando maneiras de incorporá-lo aos seus sistemas financeiros.

Cada país pode adotar o open banking conforme as suas características e liberar o compartilhamento de dados até certo nível, mas, de modo geral, o objetivo da aplicação do novo conjunto de regras é promover a concorrência, a eficiência e oferecer novos produtos para o consumidor final.

Open Finance (Finanças Abertas):

O open finance é um conceito mais amplo que engloba não apenas os bancos, mas também outras instituições financeiras, como corretoras, seguradoras e gestoras de ativos. Essa abordagem permite o compartilhamento de dados financeiros em um contexto mais abrangente, que inclui investimentos, seguros, pensões e outros produtos financeiros. 

Além de abranger serviços bancários, o open finance inclui serviços financeiros mais abrangentes, tornando-se uma abordagem mais aberta para o setor financeiro como um todo. Isso significa que um cliente pode compartilhar informações de suas contas bancárias, investimentos, seguros e outros produtos financeiros com terceiros autorizados.

Essa ampliação do escopo proporciona maior flexibilidade e transparência no compartilhamento de informações financeiras, promovendo uma maior integração e eficiência no mercado.

Benefícios do Open Finance

O open finance oferece benefícios semelhantes ao open banking, mas em um escopo mais amplo, permitindo que os consumidores tenham uma visão mais completa e integrada de suas finanças e tenham acesso a uma gama mais ampla de serviços financeiros personalizados.

Existe custo para participar do open finance?

Não é cobrado nenhum valor aos clientes que optarem por compartilhar seus dados.

O open finance é seguro?

Todo o processo de compartilhamento e comunicação entre as instituições autorizadas é realizado de acordo com os mais rígidos padrões de segurança. O Banco Central estabelece as regras que todos os participantes devem seguir, e o compartilhamento de dados acontece de forma segura, garantindo a confidencialidade e a proteção da informação. O processo segue etapas e regras da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Como utilizar o open finance?

Assim como no open banking, o open finance fica disponível por meio do internet banking ou do aplicativo da instituição financeira. Ao clicar, você terá a opção de trazer ou compartilhar seus dados com outras instituições de seu interesse.

Quais foram as mudanças no compartilhamento de dados do open banking para open finance?

O compartilhamento dos dados continua sendo feito via APIs (Application Programming Interface – em português: Interface de Programação de Aplicações) e só pode acontecer de forma criptografada após três etapas obrigatórias:

  • Consentimento;
  • Autenticação;
  • Confirmação.

O compartilhamento dos dados é voluntário e segue o estabelecido na LGPD. É o cliente quem decide quais dados deseja compartilhar, com quais instituições financeiras e por quanto tempo esse compartilhamento acontece por meio dos canais de internet e mobile banking da sua instituição.

Você também pode se interessar por: Fluxo de caixa: 8 dicas para o seu negócio

e-book protesto de títulos

Ambos os conceitos, open banking e open finance, têm o potencial de promover a inovação, melhorar a concorrência e proporcionar aos consumidores mais controle sobre suas finanças. Eles também dependem de regulamentações e padrões para garantir a segurança e a proteção dos dados financeiros dos clientes.

Em resumo, o conceito de open finance e open banking representa uma revolução no setor financeiro, promovendo maior transparência, concorrência e acesso a serviços financeiros inovadores. A colaboração entre instituições financeiras e fintechs está impulsionando uma transformação fundamental, proporcionando benefícios significativos aos consumidores e ao mercado como um todo.

Quer saber mais informações sobre cobrança e o mundo financeiro? Acesse o nosso blog!

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone LinkedIn Ícone WhatsApp
Escrito por

Especialista em marketing, redatora de conteúdos financeiros, fã de Taylor Swift e apaixonada por boas histórias.

Deixe seu comentário

Talvez você goste também

empreendedor verificando a taxa selic
Ícone Relógio 5 min de leitura

Taxa Selic: O que é e o impacto nas empresas

Ler Mais
realize a cobrança através do protesto de títulos
Ícone Relógio 6 min de leitura

O que é o protesto de títulos?

Ler Mais
protesto de boleto
Ícone Relógio 4 min de leitura

Como Funciona o Protesto de Boleto?

Ler Mais
Newsletter
↑