O que é o Cadastro Positivo?

Entenda como o Cadastro Positivo pode melhorar sua vida financeira. Saiba como ter bons hábitos pode abrir portas no mundo financeiro.

selo de cadastro positivo

O cadastro positivo é um tipo de currículo financeiro. Com ele, os bons hábitos de pagamento podem contar pontos positivos, e essa funcionalidade está ganhando cada vez mais destaque no mundo financeiro.

Mas afinal, o que é o cadastro positivo e como ele pode impactar sua vida financeira? Descubra lendo o post a seguir:

O que é e como funciona o cadastro positivo?

Em resumo, o cadastro positivo consiste em um conjunto de dados relativos a indivíduos ou empresas, armazenados com o objetivo de subsidiar a concessão de crédito e outras transações comerciais. Diferentemente do tradicional cadastro negativo (ou cadastro de inadimplentes), que registra apenas informações negativas, como dívidas em atraso, o cadastro positivo busca evidenciar os pagamentos em dia e o bom comportamento financeiro dos indivíduos.

Ele inclui informações sobre o histórico de pagamentos de compromissos financeiros, como empréstimos e financiamentos, destacando valores, parcelas e o comportamento de pagamento do consumidor. Dessa forma, empresas dos setores financeiro, de telecomunicações, energia e saneamento podem contribuir com dados para o cadastro positivo, incluindo informações de contas como cartões de crédito, telefone e serviços públicos. Essas informações são fundamentais para calcular a nota de crédito do cadastrado.

Quem realiza o cadastro dessa funcionalidade?

A inclusão no cadastro positivo é feita automaticamente, mas o consumidor pode pedir para ser excluído dessa base de dados. No entanto, considerando as vantagens que o sistema pode oferecer, não é recomendado o descadastramento.

Para acessar o cadastro ou pedir a exclusão da lista de bons pagadores deve-se procurar uma das quatro empresas administradoras dos bancos de dados: Boa Vista, Serasa Experian, SPC Brasil, e Quod.

É importante lembrar que no caso de inadimplentes, segundo o Governo Federal, mesmo que o nome seja retirado do cadastro, ele poderá ser incluído no cadastro negativo e SPC e Serasa.

Quem utiliza essas informações?

As informações positivas são utilizadas pelos birôs de crédito responsáveis pelo gerenciamento do cadastro positivo que recebem os dados de diversas fontes, incluindo empresas que realizam transações comerciais e operações de crédito com os consumidores, como fornecedores de água, eletricidade, gás e telefone.

Comerciantes, bancos, instituições financeiras e provedores de serviços têm acesso a essas informações para determinar condições comerciais e preços personalizados de acordo com as necessidades e o perfil de cada consumidor.

Leia também: Cobrança indevida: O que fazer nessa situação?

Lei do Cadastro Positivo

A Lei Complementar nº 166, promulgada em 8 de abril de 2019, instituiu o cadastro positivo no Brasil. Essa legislação visa promover a inclusão financeira e intensificar a competição no setor de crédito, possibilitando o acesso a dados positivos sobre os históricos de pagamento dos consumidores.

Antes da implementação dessa lei, as análises de crédito no mercado geralmente se concentravam em informações negativas, como inadimplências, o que não refletia adequadamente a real capacidade de pagamento dos indivíduos pontuais.

Com a vigência da Lei Complementar nº 166, o registro no cadastro positivo tornou-se automático. Isso resultou em expandir o acesso a um conjunto mais amplo de dados para as instituições financeiras. Este acesso facilita uma avaliação de crédito mais precisa e permite a oferta de condições de crédito mais justas e personalizadas ao perfil de cada consumidor.

A lei também estabelece medidas rigorosas de segurança e privacidade para proteger essas informações, dessa forma, buscando equilibrar a transparência dos dados com a privacidade dos consumidores.

Em resumo, o cadastro positivo tem o objetivo de facilitar a vida de quem tem bons hábitos de pagamento, está buscando crédito e deseja aumentar as chances de obter ofertas mais personalizadas, com menos juros e com isso, menos endividamento.

Ele é um histórico de contas pagas e compromissos em andamento, e não apenas o seu momento atual. Com isso, o consumidor vai construindo um histórico de bom pagador e cuidando cada vez mais de sua saúde financeira.

Quer ler mais artigos sobre o mundo da cobrança, finanças e negócios? Confira em nosso blog!

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone LinkedIn Ícone WhatsApp
Escrito por

Especialista em marketing, redatora de conteúdos financeiros, fã de Taylor Swift e apaixonada por boas histórias.

Deixe seu comentário

Talvez você goste também

protesto de boleto
Ícone Relógio 4 min de leitura

Como Funciona o Protesto de Boleto?

Ler Mais
atendente fazendo cobrança de nota promissória
Ícone Relógio 6 min de leitura

Cobrança de Nota Promissória: Como e o que fazer?

Ler Mais
capital de giro
Ícone Relógio 6 min de leitura

Capital de giro: entenda o que é e sua importância

Ler Mais
Newsletter
↑