Como realizar a cobrança de uma dívida?

Realizar a cobrança de devedores pode ser algo difícil e constrangedor. Entenda com esse post as diferentes formas de cobrar seu cliente.

cobrança de dívida

Antes de mais nada, realizar a cobrança dos clientes não é uma tarefa fácil. A cobrança é um processo delicado que exige sensibilidade e respeito, ou pode se tornar um momento constrangedor e de nervosismo. Muitas pessoas ainda não sabem ao certo como realizar a cobrança de uma dívida, e escrevemos este artigo para auxiliá-lo.

Quando o cliente não paga pelo que comprou ou pelo acordo fechado, começa um ciclo de desorganização que pode afetar todos os processos do negócio. Isso pode aumentar as chances de endividamento, e portanto, comprometer a competitividade e posicionamento do negócio no mercado.               

Formas de cobrar os clientes inadimplentes

De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em conjunto com o SPC Brasil, cerca de 40% das pessoas se sentem constrangidas quando são cobradas e cerca de 26% dos devedores ficam chateados.

Não existe uma forma correta de realizar cobrança. É necessário utilizar estratégias, como um texto firme, comunicação respeitosa e com empatia e, principalmente, ouvir o cliente para alcançar o sucesso na negociação.

Além disso, é importante conhecer o cliente e suas necessidades e utilizar os meios de comunicação mais adequados para cada perfil.

Apesar dos consumidores terem direitos garantidos por lei, o empresário também goza de direitos, e cobrar por uma dívida ou serviço não pago é um deles. Afinal, alguns devedores só efetuam o pagamento da dívida se cobrados por ela.

Veja também: O que fazer para reduzir minha inadimplência?

O que não fazer ao cobrar uma dívida?

Vale lembrar que, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), “na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça”.

Da mesma forma, constranger ou ameaçar um cliente é crime. A lei ainda determina que nenhuma cobrança pode ser feita em tom de ameaça ou de modo a constranger o cliente devedor de qualquer forma, afinal, o cliente devedor não é um inimigo.

Com o tratamento certo, o negócio tem grandes chances de fidelizar um cliente antes inadimplente.

Canais mais utilizados para cobranças de dívidas

As maneiras mais tradicionais de se cobrar uma dívida são através de ligações telefônicas e correspondências. ão realizadas para informar ao cliente sobre a pendência financeira e o valor atualizado com a adição de multas e correções.

Apesar das ligações serem uma forma de contato direto com o cliente, muitas pessoas não atendem a essas chamadas. Atualmente, existe uma fadiga causada pelas empresas ao saturarem o meio de comunicação, mas se você pretende ter uma conversa mais difícil e humanizada, o telefone é o canal ideal.

Também são utilizados SMS, marcados como lembretes curtos e impessoais, portanto, é necessário que o texto enviado seja mais curto e simples.

Já no e-mail, há espaço para oferecer informações mais completas ao cliente e é uma plataforma interessante para enviar propostas de negociação, através de contatos mais impessoais e formais.

Diferenças entre os tipos de cobranças

  • Preventiva: são os lembretes enviados avisando que a data de vencimento de uma dívida se aproxima.
  • Amigável/extrajudicial: conjunto de contatos feitos igualmente com o cliente para cobrar uma dívida atrasada ou negociar o pagamento da fatura.
  • Judicial: quando a empresa aciona os mecanismos legais, através de ações na justiça, para recuperar o dinheiro. É a última alternativa e estágio mais delicado da cobrança.

Protesto de títulos

Em suma, o protesto de títulos é um ato formal que comprova a inadimplência de uma pessoa, quando esta for devedora de um título de crédito ou de outro documento de dívida. É uma cobrança extrajudicial, que pode chegar até 65% de eficiência no índice de recuperação de créditos.

O serviço é prestado pelos cartórios de protesto, órgãos regulamentados por lei e que seguem processo de cobrança padronizado. Esse procedimento livra o devedor de qualquer tipo de pressão ou constrangimento.

No Brasil, existem mais de 3000 cartórios de protesto, que juntos se transformam na maior “empresa de cobrança” do território nacional. Para agilizar o processo de encaminhamento de dívida para o cartório e acompanhamento do processo de cobrança, você pode contar com a Protesto24h.

Somos uma plataforma intermediadora que conecta os clientes aos cartórios de protesto e, assim, ajuda o credor a realizar cobrança de dívidas.

Cadastre-se na plataforma Protesto24h e faça a inserção dos dados da dívida que será encaminhada para o cartório. Logo após, é só acompanhar e aguardar o crédito que será realizado diretamente em sua conta!

Para saber mais, acesse nosso site.

Quer saber mais sobre o Protesto? Acompanhe nosso blog e fique por dentro das notícias e novidades! Se tiver alguma dúvida ou sugestão, escreva nos comentários.

Gostou? Compartilhe ou comente abaixo!

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone LinkedIn Ícone WhatsApp
Escrito por

Especialista em marketing, fã de Taylor Swift e apaixonada por boas histórias.

Deixe seu comentário

Talvez você goste também

4motivos
Ícone Relógio 3 min de leitura

Conheça 4 motivos que levam os clientes a ficarem inadimplentes

Ler Mais
protestar um boleto com a protesto24h
Ícone Relógio 6 min de leitura

Como protestar um boleto?

Ler Mais
um martelo e moedas representando o método de cobrança extrajudicial
Ícone Relógio 5 min de leitura

Como funciona a cobrança extrajudicial?

Ler Mais
Newsletter
↑