Como conferir se um boleto é falso ou verdadeiro?

Fraudadores apostam na desatenção das pessoas para aplicar golpes usando boletos. Confira algumas dicas no artigo a seguir.

lupa conferindo se o boleto é falso ou verdadeiro

Conferir se um boleto é falso ou verdadeiro é uma prática importante para garantir que você está efetuando um pagamento legítimo. Neste cenário, estar atento aos principais golpes cometidos com o uso de boletos falsos é fundamental.

Foi divulgado pelo G1 em maio deste ano, que uma quadrilha de ‘golpe do boleto’, roubou cerca de 4 milhões de reais no intervalo de um ano.

Fraudadores apostam na desatenção das pessoas para aplicar golpes usando boletos. Veja a seguir dicas de como conferir se um boleto é falso ou verdadeiro:

Como funciona a cobrança de boleto?

Antes de qualquer coisa, é importante entender que o mecanismo do boleto de cobrança funciona da seguinte forma: o emissor do documento, ou beneficiário, recebe em sua conta o valor referente ao produto ou serviço prestado após o pagador realizar o pagamento do boleto. Este processo dura, em média, 3 dias úteis para ser concluído.

Você também pode se interessar por: Cobrança de títulos de crédito: Como funciona?

Quais são os golpes de boleto falso mais comuns?

Certamente, todos nós já nos deparamos com relatos de fraudes envolvendo boletos. Lojas fictícias, alteração de dados e ofertas falsas são apenas alguns exemplos de cyber crimes frequentes, capazes de gerar vários transtornos aos usuários. Vamos explorar detalhadamente os principais golpes realizados por meio de boletos a seguir:

Golpes através de e-mails alarmistas

Uma estratégia clássica de golpe utilizando o e-mail é o envio de supostas cobranças com títulos alarmantes: “Urgente, boleto em aberto”, ou “Sua dívida continua em nosso sistema”. Algumas dicas para esse caso são: conferir se o remetente é seguro, e se a dívida realmente existe com a empresa que está enviando o e-mail. Na dúvida, não dê atenção ao e-mail recebido, com certeza você será alertado por outro meio se realmente tem algo a pagar.

Golpe do e-mail interceptado

Esse tipo de golpe é um pouco mais sofisticado. Nesse caso, os criminosos conseguem acessar o e-mail da vítima — via vazamento de dados — e interceptam uma mensagem de cobrança legítima, que ela provavelmente já estava esperando. Eles apagam a mensagem original e, em seguida, criam um remetente extremamente parecido com o da empresa que enviou a cobrança. Então, enviam um novo e-mail, altamente verossímil, mantendo todos os detalhes da fatura original, mas com um código de barras falso. Para evitar cair nesse golpe, ao pagar o boleto no caixa eletrônico, no gerenciador financeiro do seu banco, ou no aplicativo do seu celular, verifique o nome que aparece como beneficiário do pagamento. Não realize o pagamento se não for o fornecedor de quem você comprou a mercadoria ou contratou o serviço.

Lojas fantasmas e venda de produtos falsos

Neste tipo de golpe de boleto falso, fraudadores criam ambientes online quase idênticos ao de grandes lojas ou anunciam produtos dos mais diversos tipos utilizando-se de “super promoções” para atrair a atenção. Nesses casos, os consumidores acabam realizando a compra e pagando um boleto, contudo, o produto “comprado” nunca chega, já que tudo se trata de uma fraude. Desconfie se a oferta for boa demais, por natureza gostamos de levar vantagem na hora de gastar nosso dinheiro, e abrimos a guarda sem considerar o risco do golpe.

Como conferir se um boleto é falso ou verdadeiro?

Para responder a essa pergunta, precisamos considerar alguns elementos. Sempre que um boleto chegar, verifique os pontos abaixo para não cair no golpe do boleto e acabar no prejuízo.

Você estava esperando um boleto chegar?

Você estava mesmo esperando um boleto? Fez uma compra recente ou tinha uma cobrança prestes a chegar? Se a resposta for não, é um forte sinal de que o boleto em questão pode ser falso. É importante estar atento, também, para o recebimento de e-mails duplicados. Afinal, se o criminoso sabe que você é cliente de uma certa empresa e tentar aplicar um golpe, no mesmo mês, você provavelmente vai receber tanto a fatura verdadeira como a falsa. Então, se você perceber que chegaram duas cobranças no mesmo mês, esse é um sinal de que uma delas pode ser fraudulenta.

Por onde esse boleto chegou?

Certifique-se que a origem do boleto é confiável. Muitos golpistas enviam o boleto falso por e-mail, SMS ou WhatsApp em vez de usar canais oficiais, como o das lojas virtuais. Então, se você fez alguma compra online ou acessou um site de negociação, emita o boleto através do site oficial.

Os campos estão preenchidos corretamente?

Sempre que receber um boleto, esteja esperando ou não, leia tudo com atenção. Verifique dados como data de vencimento, CNPJ, emissor e pagador. Também confira se há erros de português no boleto: eles são sinais de uma possível fraude. Os boletos são registrados, portanto na hora de realizar o pagamento, verifique o nome que aparece como beneficiário do pagamento.

O valor é verdadeiro?

Confira se o valor do documento está de acordo com o que você estava esperando. Em seguida, confira o número do boleto (aquela sequência numérica que fica abaixo do código de barras). Os últimos números do código indicam o valor que será pago. Por exemplo, se os últimos dígitos forem 00002050, o valor a ser pago é R$ 20,50. Se o valor indicado no código for diferente do valor indicado no campo “valor do documento”, entre em contato com o emissor.

Você também pode se interessar por: Fui protestado e não fui notificado, e agora?

O CNPJ está correto?

Copie o número do CNPJ do beneficiário indicado no boleto e cole em um mecanismo de busca da sua preferência. Então, verifique se esse é realmente o CNPJ da empresa a quem você precisa fazer um pagamento. Se a resposta for não, ignore o boleto e entre em contato com a empresa por meio de canais oficiais.

Paguei um boleto falso! E agora?

Caso tenha caído na fraude do boleto falso, é preciso agir o mais rápido possível. Os boletos demoram , geralmente, até 3 dias úteis para serem processados. Então, talvez seja possível bloquear o pagamento a tempo. Para isso, siga os passos abaixo:

  1. Comunique o seu banco;
  2. Comunique a empresa autêntica citada no boleto;
  3. Faça um boletim de ocorrência.

Caso o pagamento já tenha sido processado, não há uma garantia de que você receberá seu dinheiro de volta. Caso a empresa cujo nome foi utilizado no golpe não realize o ressarcimento, nem o banco, entre em contato com órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, por exemplo.

Como se proteger de golpes?

Sempre que for realizar qualquer compra online, verifique se a loja possui avaliação em sites de reclamação (como o Reclame Aqui, por exemplo); se a URL é a oficial e se o site é seguro ou não.

Para identificar se o site é seguro,  uma boa dica é verificar se ele possui a certificação de segurança (a página possui o pequeno cadeado que fica do lado esquerdo da URL? se sim, esse é um indicativo de que ela é segura).

Por fim, verifique se a comunicação está sendo feita através de fontes seguras e nunca passe suas informações pessoais por e-mail ou por WhatsApp. Em caso de dúvidas, sempre entre em contato pelos contatos oficiais da empresa.

Importante: se uma das validações sugeridas não despertou desconfiança, não significa que o boleto é verdadeiro. Faça o máximo de verificações possíveis antes de realizar o pagamento, afinal, mais vale 5 minutos de precaução do que o transtorno de saber que foi enganado. 

Gostou? Então deixe um comentário em nosso blog! Compartilhe com seus amigos!

Ícone Facebook Ícone Twitter Ícone LinkedIn Ícone WhatsApp
Escrito por

Sócio da Protesto24h, amante das duas rodas e entusiasta dos mistérios que a vida me reserva.

Deixe seu comentário

Talvez você goste também

régua de cobrança
Ícone Relógio 5 min de leitura

Como criar e executar uma régua de cobrança?

Ler Mais
veja como cobrar um cliente
Ícone Relógio 5 min de leitura

Como cobrar um cliente?

Ler Mais
6diferentes
Ícone Relógio 5 min de leitura

Conheça 6 diferentes formas de cobrança

Ler Mais
Newsletter
↑